22 fevereiro, 2017

Crítica: Most likely to die

Resultado de imagem para most likely to die

Sinopse
Na noite anterior a uma reunião de dez anos de formatura, alguém está guardando rancor. Um a um os ex-colegas de classe são assassinados de maneira condizente aos seus superlativos do livro de formatura.

'Most likely to die' é um filme norte-americano de 2015, com direção de Anthony DiBlasi (' Lentes do Mal') e roteiro de Laura Brennan, o filme ainda conta com a participação de Heather Morris ('Glee') a única ali que fez um papel de destaque. 
A ideia do filmes brinca com uma a ideia das frases dos anuários norte-americanos, onde é possível deixar uma mensagem do tipo most likely to be rich (mais provável que se seja rico), ou most likely to shine (mais provável que brilhe) e assim por diante, assim sendo most likely to die (mais provável que morra)..
O enredo do filme em si é bacana, Heather interpreta Gaby uma garota que no colégio tinha grande potencial com baralhos e que enfrenta em diversas cenas o assassino, este é mais um daqueles filmes do gênero slasher, ele se utiliza de clichés, porém o filme é uma perda de tempo. 
Ele não foi bem desenvolvido, a relação entre os personagens mal explorada e nem todos eles são carismáticos, além disso tem cenas de clichés que deixaram o filme previsível e que poderiam ter sido melhor exploradas para beneficiar o próprio filme, mas isso não aconteceu, infelizmente. 
Além disso, o desfecho do filme abre ideias para uma sequência, se vocês assistirem entenderão o motivo. 
A trilha sonora é bacana e o cenário também, pois se passa em uma espécie de casa no campo, seguindo o estilo meio isolado. As mortes até que são bacaninhas, mas logo começam a ser um pouco repetitivas e o assassino não passa muita credibilidade, afinal de contas é uma pessoa vestindo roupa de formatura, uma máscara e mata as pessoas usando o que parece ser um estilete. O lado positivo é que o assassino é totalmente humano, nada como o Jason que mesmo depois de morto consegue voltar a vida, assim temos um ponto positivo pro filme e talvez um dos únicos. 
Para quem ficou curioso e quer ver, o filme encontra-se disponível na Netflix, porém s´com áudio inglês e legenda. 
Nota variando de 0-5: 2,9 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos os comentários, sua opinião é sempre importante para nós.